Implante de Panturrilha

A colocação de implantes de panturrilha é indicada para pacientes que apresentam pouca projeção na região da panturrilha.

A projeção produzida pela prótese de panturrilha é posterior e lateral, ou seja, a “batata da perna” terá seu volume aumentado para trás da tíbia e para o meio, reduzindo o espaço entre as duas pernas, harmonizando-as em relação às coxas.

Existem basicamente duas indicações para Implantes de Panturrilha: por motivos estéticos em pessoas que querem ganhar um volume maior em pernas ou então para corrigir uma eventual atrofia muscular decorrente de doença neurológica ou muscular. Tais pacientes procuram uma simetrização com o lado não acometido e geralmente solicitam um só implante, unilateral.

Pacientes com motivos estéticos buscam a colocação bilateral dos implantes. Estes são preenchidos de silicone em gel, à semelhança das próteses de mama, porém possuem volumes menores, superfície lisa e coesividade diferenciada obedecendo à dureza que se espera nesta região (diferente dos seios).

Vídeo relacionado:


fonte: YouTube

​Duração:

1 hora ou mais

​Pós-operatório:

O cirurgião pode solicitar o uso de meias de compressão por algumas semanas. As meias ajudam a reduzir o edema e a prevenir a formação de líquido, melhoram a circulação sanguínea e dão suporte ao novo contorno das panturrilhas durante a cicatrização. Pode haver certa rigidez e aumento de volume na panturrilha, atrás do joelho e nos tornozelos, resultantes da incisão e tecidos distendidos durante a cirurgia. Também pode haver discreta dor que é controlada com analgésicos comuns. Caso sejam utilizados drenos cirúrgicos, estes serão removidos em 5 a 7 dias. Os implantes são flexíveis e firmes e dão a sensação de panturrilha submetida a exercícios. Embora o bem estar seja suficiente para voltar ao trabalho e às atividades normais em 7 a 10 dias, será necessário limitar o excesso de caminhadas e atividades físicas por aproximadamente 1 mês e meio. 

​Riscos:

As complicações existem, como em qualquer cirurgia, e além das complicações inerentes ao ato operatório (hemorragia, infecção, deiscência de sutura, alergias) existem as complicações relacionadas à prótese e à compressão muscular que esta provoca. Raramente esta compressão acaba determinando a retirada dos implantes.

Troca:

A troca das próteses só será necessária após 10 anos. É de extrema importância que a paciente mantenha seus exames em ordem, a fim de saber como está a prótese.

​Técnica Utilizada:

A operação envolve a colocação de um ou dois implantes de silicone entre o músculo gastrocnêmio e a pele que devem ser trocadas a cada dez anos . A incisão é feita na dobra na parte de trás do joelho onde ficará a cicatriz . A equipa cirúrgica faz uma bolsa acima do músculo e a prótese é colocada de forma a conseguir obter-se uma melhor harmonia entre a panturrilha e todo o resto do corpo.

​Anestesia:

Local com sedação ou geral.

Inscreva-se!

Inscreva-se!

Cadastrado com sucesso!